Sistema Eletrônico de Administração de Eventos da UFGD, Encontro Científico da VIII Semana Acadêmica de Relações Internacionais

Tamanho da fonte: 
POR QUE PENSAR A AMÉRICA LATINA DESDE A AMÉRICA LATINA?
Franklin Schmalz

Última alteração: 2019-10-21

Resumo


Este trabalho pretende oferecer argumentos que corroborem a defesa e a importância daconstrução de um pensamento social e político latino-americano, partindo do local de onde seestá e, portanto, através de uma pesquisa teórica latino-americana, já que este é o espaçogeográfico, político e cultural estabelecido. Desta forma, será apresentada uma revisão dabibliografia acerca da construção do pensamento social e político latino-americano comênfase em Leopoldo Zea, Enrique Dussel e Rui Mauro Marini. Essa revisão será uma brevesíntese do que tem sido o debate acerca da construção do pensamento latino-americano e asproblemáticas que o envolvem. Nela estará presente a discussão sobre a originalidade dopensamento latino-americano, a necessidade de sua justificativa incluindo uma reflexão sobreas marcas da colonização sob os processos de produção do conhecimento e a subordinaçãooriginada das relações de poder centro-periferia. Concomitante a isso, e, partir do discursoteórico construído pelos já citados autores, será corroborada a importância de se produzirconhecimento desde à América Latina para a compreensão dos problemas sociais,econômicos e políticos impostos pela contemporaneidade. Entendendo assim, que a análisecrítica desses problemas é um exercício que carece da utilização de instrumentais analíticosque não sejam importados de modelos hegemônicos e pré-estabelecidos, mas sim, deinstrumentais comprometidos com a superação das condições de subordinação, dependênciae colonialismo.

Texto completo: PDF