Sistema Eletrônico de Administração de Eventos da UFGD, Encontro Científico da VIII Semana Acadêmica de Relações Internacionais

Tamanho da fonte: 
PARADIPLOMACIA: A ATUAÇÃO DOS AGENTES SUBNACIONAIS BRASILEIROS NO ÂMBITO DO MERCOSUL.
AIDA MOHAMED GHADIE

Última alteração: 2019-10-21

Resumo


O desenvolvimento de uma ação externa institucionalizada por parte dos entes subnacionais,atividade conhecida como paradiplomacia, é um tema que gradativamente ganha espaço nocampo das relações internacionais. Essa atividade ressurgiu na América do Sul nos anos1980, sob o cenário favorável de redemocratização. Este texto, desenvolvido a partir de umarevisão bibliográfica busca examinar a atuação internacional dos governos subnacionais,tendo como instrumento a paradiplomacia, especialmente, no âmbito do Mercosul. Oprocesso de integração promovido pelos Estados centrais interfere diretamente no cotidianodaqueles que vivem a integração no seu dia a dia, o que provoca os governos subnacionais abuscarem uma maneira de atender suas próprias necessidades na esfera internacional,principalmente daqueles que se situam nas faixas de fronteira. A atuação dos governossubnacionais na política externa abre novos caminhos para o desenvolvimento econômico esocial de uma população, o que torna evidente a importância da cooperação e integraçãoregional para estes atores subnacionais, para além das permeáveis divisas nacionais,especialmente para as cidades situadas nas faixas de fronteiras. O estudo divide-se em duaspartes: a primeira apresenta uma análise sobre a paradiplomacia como instrumento deinserção dos entes subnacionais na esfera internacional. A segunda traz uma breveabordagem sobre o processo de integração mercosulino. Os prefeitos e governadores deuma localidade funcionam como instrumentos de pressão, chamam a atenção para arealidade que uma ação decidida verticalmente dentro do bloco de integração, pode causar auma região ou localidade e a sociedade como um todo. É inegável a importância da pesquisasobre a temática da integração regional e as possibilidades de atuação dos atoressubnacionais nas relações internacionais, e dar voz ao irreversível e relevante papel dosentes subnacionais no cenário internacional. Palavras-chave: Cooperação; interdependência;desenvolvimento econômico e social.

Texto completo: PDF